Começa em Angra dos Reis a 9ª Festa Internacional de Teatro

Posted on 24/11/2012

0


A comédia musical Nós Sempre Teremos Paris, de Arthur Xexéo, com direção de Jacqueline Laurence e estrelada por Françoise Forton, abriu o festival na noite desta sexta-feira

A comédia musical Nós Sempre Teremos Paris, de Arthur Xexéo, com direção de Jacqueline Laurence e estrelada por Françoise Forton, abriu na noite desta sexta-feira(23), em Angra dos Reis, no litoral sul fluminense, a 9ª Festa Internacional de Teatro de Angra (Fita), que receberá durante 17 dias um total de 46 espetáculos, sendo 11 estreias nacionais.

Os espetáculos destinados ao grande público serão apresentados em uma tenda com capacidade para 1.500 pessoas, enquanto os mais intimistas ocuparão o Teatro Municipal de Angra dos Reis, que também receberá as peças infantis. Pelo segundo ano consecutivo a Fita premiará com o Troféu Ítalo Rossi os melhores espetáculos, selecionados por um júri formado por críticos teatrais do Rio de Janeiro.

Com a proposta de ser uma grande festa do teatro brasileiro, o evento engloba todos os gêneros em sua programação: comédias, dramas, monólogos e musicais, tendo como critério básico de seleção a qualidade artística. O ponto de vista da plateia é fundamental, segundo João Carlos Rabello, criador e curador da Fita, juntamente com Sergio Fonta.

“Temos uma adesão popular muito grande. No ano passado atingimos a marca de 95 mil pessoas durante todo o evento. Poucos festivais de teatro no Brasil conseguem reunir uma plateia tão grande”, ressaltou.

Além de levar para Angra dos Reis os grandes sucessos em cartaz na cena teatral do país e grupos internacionais, a Fita vem se firmando, ao longo dos anos, como um palco para estreias nacionais. Nesta edição, um dos destaques é Romeu na Roda, espetáculo que coloca em cena toda a família Simas, formada pelo pai, o mestre em capoeira Beto Simas, e seus três filhos, Rodrigo Simas, Bruno Gissoni e Felipe Simas. Juntos, eles transpõem para o universo da capoeira a história de Romeu e Julieta, de Shakespeare. Outra estreia cercada de expectativa é Tarja Preta, monólogo apresentado pela atriz Letícia Isnard, dirigido por Ivan Sugahara.

“Poderíamos fazer um festival só de estreias, com as peças inéditas que recebemos, mas este não é o nosso foco”, explicou João Carlos Rabello.

Os vencedores da Fita 2012 serão conhecidos em uma festa de premiação após o término do evento. Os prêmios serão dados às categorias de Direção, Autor, Ator, Atriz, Ator Coadjuvante, Atriz Coadjuvante, Revelação, Melhor Espetáculo (júris oficial e popular) e Melhor Espetáculo Infantil, escolhido por um júri mirim.
Os ingressos, a preços populares, custam a partir de R$ 2,50. A Fita conta com o patrocínio do governo do estado, da prefeitura de Angra, de empresas públicas e privadas e o apoio do Ministério da Cultura. A programação está disponível no site http://www.fita.art.br.

Fonte: Agência Rio de Notícias/ARN com Agência Brasil/ABr